Nossas atitudes fazem eco




Auxilia os outros, tanto quanto puderes. Cada pessoa que hoje te encontra talvez seja amanhã a chave que você precisa para a solução de numerosos problemas.

Emmanuel


Esta é a história de um empregado de um frigorífico na Noruega. Certo dia, ao término do trabalho, ele foi inspecionar a câmara frigorífica. Inexplicavelmente, a porta se fechou e ele ficou preso dentro da câmara. Bateu na porta com força, gritou por socorro, mas ninguém o ouviu.
Todos já haviam saído para suas casas e era impossível que alguém pudesse escutá-lo. Já estava havia quase cinco horas preso, debilitado com a temperatura insuportável. De repente, a porta se abriu e o vigia entrou na câmara e resgatou o funcionário com vida.
Depois de salvar a vida do homem, perguntaram ao vigia por que ele foi abrir a porta da câmara, se isto não fazia parte da sua rotina de trabalho. Ele explicou: - Trabalho nesta empresa há 35 anos, centenas de empregados entram e saem daqui todos os dias e ele é o único que me cumprimenta ao chegar, pela manhã, e se despede de mim, ao sair. Hoje pela manhã disse " bom dia" quando chegou. Entretanto, não se despediu de mim na hora da saída. Imaginei que poderia ter lhe acontecido algo. Por isso, o procurei....
Quando lemos essa história, depois de nós admirarmos com o " final feliz", procuremos nos colocar nela para saber se seríamos resgatados pelo vigia, se acaso fôssemos o empregado do frigorífico. O vigia nos procuraria, ou será que morreríamos congelados?
Nós que, por certo, estamos precisando de algum socorro espiritual, devemos nos perguntar quantas pessoas seriam capazes de nos socorrer pelo bem que fizemos a elas. Muitas vezes eu me pergunto quantas pessoas estão orando por mim, quantas estão me enviando um pensamento bom, quantas estariam dispostas a me ajudar na hora da minha dor. Gostaria que você se fizesse as mesmas indagações, porque, raramente nós lembramos de que deus ajuda as criaturas através das próprias criaturas. Se não tivermos semeado o bem no coração dos outros, como querer que o bem que não foi plantado possa nascer em nosso caminho?
Pior do que não ter alguém orando por nós é ter alguém nos odiando pelo mal que fizemos. Já pensamos nas energias negativas que essas pessoas podem estar nos enviando e que chegam a nos prejudicar seriamente? A verdade de que precisamos nos convencer é que nossas ações, sejam elas boas ou más, geram reações equivalentes, que sempre retorna na nós mesmos. É como eco que faz repetir a nossa voz. Todas as nossas ações fazem eco no universo.


Fonte: José Carlos de Lucca






spiratininga

Um comentário: